sábado, 13 de dezembro de 2008

Ainda e para sempre na onda do PLÁSTICO NÃO

Quando entrei na onda do plástico-não, foi só prestar atenção para ver que os sacos plásticos são de fato uma praga, pois estão em todos os lugares. É uma daquelas coisas que você de repente começa a notar e percebe a magnitude do monstro: os copinhos plásticos usados para servir café em salões de beleza e consultórios médicos, os copos plásticos para beber água, as sacolas de lojas e super mercados, as embalagens dos produtos...

Tenho o costume de almoçar nos restaurantes aqui perto de casa, dentre eles, o Nanquim. E qual não foi a minha surpresa ao ver que os talheres eram individualmente embalados em saquinhos de plástico... Eu disse "eram" porque não são mais! No caso do Nanquim, algo extraordinário aconteceu: o dono do Nanquim, João Camargo, soube ouvir a minha queixa e tomou uma providência. Agora, não somente os talheres são embalados em saquinhos de papel pardo, como as sacolas para viagem passaram a ser também de papel, uma iniciativa e tanto! Fiquei muito feliz com a sensibilidade do João, um cara que percebeu o desperdício e não demorou a agir. É de gente assim que o mundo precisa.

Hoje, passeando pela vizinhança, descobri que a Illiá, simpática loja de presentes na rua Maria Angélica, está vendendo as sacolas portáteis que antes a gente só conseguia na Europa. Foram essas as sacolas que pedi para uma amiga mandar da França, outra da Alemanha e enviei para o Zona Sul e para o Hortifruti como sugestão de produto. O Zona Sul disse não estar interessado, pelo menos por ora, e o Hortifruti disse que gostou e está analisando... Enquanto isso, vamos nós ter as nossas!!! São o presente de natal perfeito! Por R$ 35, lá estão elas na Illiá, nas mais lindas estampas. São dobráveis, resistentes e moram num saquinho com um gancho que pode ser preso à bolsa ou ao chaveiro. A minha vai comigo pra todo lugar, chique e ecológica. Tem que ter uma, gente!



foto: Adriana Pinheiro

http://www.restaurantenanquim.com.br/
não sei se a Illiá Casa & Obejetos tem site, vou pesquisar...depois publico aqui.

5 comentários:

Anônimo disse...

Estou consigo Adriana, ainda hoje fui à Richards e a pessoa antes de mim levou 3 sacolas, quando caberia tudo numa só. Chamei a atenção e mostraram-me num cantinho da sacola o sinal de reciclável, mas...não deixa de ser plástico.
É uma invasão e tanto... :(
É preciso não desistir e ir falando.
Havemos de lá chegar! :)

beatriz diniz disse...

a natura tem umas bolsas maravilhosas para levarmos às compras.

monica disse...

e o canudinho ? será que a mesma a necessidade de ser usado , é mais um palstico , sem essa que tudo pode estar sujo , se vc nao confia no copo que vai beber na rua , entao porque escolhe este lugar , que tal pensarmos nisso .
bjs

Anônimo disse...

Querida DriPin! Espero que todas possam ler seus toques e cada um, assim como vc, fazer sua parte! Imagine que eu morei na Alemanha e desde 1990 lá jah tinha lixos diferenciados, as sacolas do supermercado vc tinha que pagar ou levar a sua de tecido e no natal, muita gente fazia anuncio informando p/ pessoas não fazerem embulhos de natal. Dai eles informavam que no natal anterior, o lixo de embalagens tinha dado XXX toneladas...E eu vi isso em 1990...Ah....temos que tentar conscientizar os outros!
lili

Walmor Pamplona disse...

Parabéns, Adriana! Bjs