quinta-feira, 31 de julho de 2008

Os ditados populares

Gosto muito de alguns ditados, possuem um conteúdo de sabedoria, veracidade e às vezes humor, refletindo a nossa cultura e as nossas crenças. Surgiram ninguém sabe de onde e vão também sendo transmitidos assim, como um ensinamento que passa de geração em geração. Conheço pessoas que sabem vários, inventam outros e os utilizam muito pontualmente naquele momento em que nada poderia expressar melhor o seu pensamento ou conclusão sobre algo. Meu pai é um que sempre aparece com algum que eu não conhecia... Afinal, “pra bom, meia”!

Vou citar alguns dos meus favoritos:

Jacaré que não batalha, vira bolsa.
Em rio que tem piranha, jacaré nada de costas.
A coisa é mansa, mas atropela.
Rapadura é doce, mas não é mole não.
Quem refresca cu de pato é lagoa. (perfeito!)
Passarinho que anda com morcego amanhece de cabeça para baixo.
Passarinho que come pedra sabe o cu que tem.

Quem diz que dinheiro não traz felicidade, tá fazendo compras no lugar errado.
A pressa passa e a merda fica.

Ações falam mais alto que palavras.
Quem dá muita bola, acaba levando chute.
Antes só do que mal acompanhado.

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário. (esse é incrível!)
A união faz a força.
Melhor ter onde cair vivo do que morto.
É no chacoalhar da carroça que as abóboras se ajeitam.

Pra fechar, um trocadilho de boléia de caminhão, que não quer dizer nada, mas é fantástico:

Rosa reza e Mercedes benze.

4 comentários:

Janaina disse...

Ahhh, irmã, tb adoro ditados!
Tem uns que gosto muito como, por exemplo, "mais vale um gosto que uma carrada de jerimum", que é o mesmo que dizer: "pra quem gosta de bosta é um prato cheio" ou um divertido como o: "é de cair o cu da bunda"! São tantos que tem hora que me dá um branco! rs

Beijocas.

Simone disse...

"Para quem não tem nada, metade é dobro!"
Outro ótimo: "Malandro é cavalo-marinho, que finge que é peixe para não puxar carroça". A-D-O-R-O!!!!!
Bjsss

Adriana Pinheiro disse...

Pra quem não tem nada, metade é dobro é muuuito bom!

Walmor Pamplona disse...

É dura a vida honesta...